Mais e-readers, mais resistência

Estudo mostra que metade dos consumidores americanos não quer comprar um leitor eletrônico no próximo ano

Uma pesquisa feita com 2,2, mil consumidores americanos sobre livros digitais e físicos aponta que pode dobrar o número de pessoas que têm e-readers no próximo ano. Conforme os dados compilados pela Verso Digital, 15,8% dos entrevistados já têm algum dispositivo de leitura, enquanto 6,4% vão “muito provavelmente” comprar um e 9,9% “provavelmente” farão o mesmo. Contudo, de acordo com uma reportagem publicada pelo Publishers Lunch, o dado mais surpreendente da pesquisa é que 51,8% das pessoas afirmaram que não estão nem um pouco dispostas a comprar e-readers no próximo ano. A conclusão é interessante: da mesma forma que os dispositivos ganharam rapidamente inúmeros adeptos, também cresceu a resistência à leitura digital. O levantamento, que já havia sido realizado em 2010 e 2009, sugere que as pessoas que antes estavam em dúvida sobre comprar ou não um leitor eletrônico estão se decidindo por uma das duas opções opostas: aderir à onda ou entrar para o grupo dos conservadores que não vão aposentar seus livros físicos tão cedo. A pesquisa mostra ainda que usuários de e-readers declaram comprar a mesma quantidade de títulos impressos e digitais.


0 comentários: