Como escrever melhor: 15 Exercícios para Escritores

Exercícios de escrita são uma boa maneira de melhorar sua perícia como escritor e ainda gerar novas idéias para futuros trabalhos. Eles também podem lhe dar uma nova perspectiva em seu projeto atual. Um dos maiores benefícios de exercícios de escrita privados é poder libertar-se do medo e do perfeccionismo. Para crescer como escritor, é importante, às vezes, escrever sem a expectativa de publicação. Não tenha medo de ser imperfeito. É para isto que a prática serve. O que você escrever durante estes exercícios pode não ser seu melhor trabalho, mas é esta prática que lhe dará o que você precisa para escrever seu melhor trabalho.


1) Escolha dez pessoas que você conhece e escreva uma descrição delas em apenas uma frase.

2) Grave cinco minutos de um programa de rádio. Transcreva o diálogo e adicione descrições narrativas dos locutores e das ações como se você estivesse escrevendo uma cena.

3) Escreva uma biografia sua de 500 palavras.

4) Escreva seu obituário. Escreva todas as realizações de sua vida. Você pode escrevê-lo como se você morresse hoje ou cinqüenta anos no futuro.

5) Descreva seu quarto em 300 palavras.

6) Escreva um entrevista com você mesmo, um conhecido, uma figura famosa ou um personagem de ficção. Faça isso no estilo de uma revista apropriada (ou não) para este fim, como a Veja, Caras, Rolling Stone, Nova, Capricho ou Vip.

7) Escolha um jornal ou revista de fofocas. Encontre um artigo de seu interesse e use-o como base para uma cena ou história.

8) Mantenha um diário de um personagem ficcional.

9) Escolha um trecho de um livro, favorito ou não, e reescreva a passagem em um estilo diferente do original, como noir, romance gótico, pulp fiction ou história de horror.

10) Escolha um autor, um que você gosta mas não necessariamente seu favorito, e faça uma lista das características que você gosta no estilo dele. Faça isso puxando pela memória, sem reler as obras. Após, releia alguns dos trabalhos e veja se você perdeu algo ou se suas respostas mudam. Analise que elementos do estilo de escrita dele você pode acrescentar ao seu próprio e quais você não deve ou não pode. Lembre-se que seu estilo é seu e que você só deve pensar em maneiras de acrescentar ao seu estilo. Nunca tente imitar alguém em mais do que em um ou dois exercícios.

11) Pegue um trecho de algo que você escreveu em primeira pessoa e verta-o para terceira pessoa ou vice-versa. Você também pode tentar este exercício alterando a tensão, os narradores ou outro elemento estilístico. Não faça isto com um livro inteiro. Prefira obras curtas. Uma vez que você começou com um estilo, nunca releia o que você já escreveu ou você gastará seu tempo reescrevendo em vez de escrever.

12) Tente identificar sua memória de infância mais remota. Escreva tudo o que você consegue lembrar sobre ela. Reescreva como se fosse uma cena. Você pode escolher fazer isto com a sua perspectiva atual ou com a sua perspectiva na época.

13) Relembre uma antiga discussão com outra pessoa. Escreva sobre a discussão sob o ponto de vista da outra pessoa. Lembre que a idéia é escrever sob a perspectiva dela, e não da sua. Este é um exercício para falar através de outro, não para provar se você está certo ou errado.

14) Escreva uma descrição de 200 palavras de um local. Você pode usar todo e qualquer sentido, exceto a visão: você pode descrever como ele faz você se sentir, como soa, como cheira e até seu gosto. Tente escrever a descrição de maneira que as pessoas não perderão os detalhes visuais do local.

15) Sente em um restaurante ou local movimentado e escreva fragmentos dos diálogos que você ouve. Escute as pessoas à sua volta – como falam e quais palavras usam. Uma vez que isto esteja feito, você pode praticar terminando seus diálogos. Escreva a sua versão do que vem a seguir no diálogo. Combine o estilo de sua escrita com o estilo das pessoas.

Um comentário: